0
Carrinho

COLÁGENO TIPO II NÃO DESNATURADO 40MG EKTUS

R$ 79,97


Descrição

Colágeno Hidrolizado em pó Sabor Morango e Frutas Negras 200g – Tipo I

Colágeno HIdrolizado com Vitaminas em cápsulas – Tipo I

Colágeno Não Desnaturado em comprimidos – Tipo II

 

 

Todos nossos Colágenos foram desenvolvidos e aprimorado para promover a máxima absorção do colágeno e nutrição da pele, para que você veja e sinta essa diferença.

À medida que envelhecemos, o corpo passa a produzir menos colágeno. As consequências disso, bem como a falta das vitaminas A, C e E, ficam evidenciadas na pele, cabelos e unhas. Com a suplementação adequada é possível cuidar e amenizar estes efeitos.

 

O que é Colágeno?

 

O colágeno é uma proteína que pode ser encontrada na pele, tecidos e ossos e é responsável por dar estrutura, firmeza e elasticidade à pele. Essa proteína, na realidade, é um conjunto de vários tipos de proteínas do corpo que, quando juntas, formam o colágeno especifico para uma certa área e função no corpo.

Além disso, o colágeno também é muito importante para manter a integridade dos músculos, dos ligamentos, dos tendões e das articulações, podendo ser encontrado em alimentos, como carne e gelatina ou suplementos alimentares em cápsulas ou em pó.

 

Qual a melhor hora de consumir o Colágeno?

O Colágeno Ektus tem uma melhor absorção quando consumido longe das principais refeições proteicas.

Isso significa que um bom momento pode ser antes de dormir, quando nosso corpo vai repousar e pode absorver os nutrientes de maneira mais tranquila e eficiente, ou em jejum pela manhã.

 

Posso Tomar mais de um tipo de Colágeno ao mesmo tempo?

 

A resposta é sim!

Eles têm mecanismos de ação e ingredientes diferentes e podem complementar-se muito bem para potencializar seus campos de ação.


Para garantir uma melhor absorção, é recomendado consumir até 20g de proteína por vez. Como o colágeno é um tipo de proteína, o ideal é consumir eles separadamente, ao longo do dia, e longe das refeições.

 

DIFERENÇAS ENTRE O TIPO I E O TIPO II:

 

Colágeno Tipo I:

 

O colágeno tipo 1, ou colágeno hidrolisado, é uma proteína extraída do osso e da cartilagem de animais, como bois e porcos, resultando da quebra de moléculas de proteína em partículas menores. Este tipo de colágeno é o mais comum no corpo e devido às suas dimensões e propriedades, é melhor absorvido no intestino, sendo usado para:

·         Melhorar a firmeza da pele;

·         Fortalecer as unhas e o cabelo;

·         Ajudar no processo de cicatrização.

 

Colágeno Tipo II:

 

O colágeno Tipo II, ou colágeno não desnaturado, é o componente maioritário presente nas cartilagens. É fabricado a partir de um processo diferente do colágeno tipo I, tendo uma apresentação e propriedades diferentes também.

Este tipo de colágeno é indicado quando em doenças como:

 

·         Doenças articulares autoimunes, como Osteoartrite autoimune;

·         Inflamação de articulações;

·         Lesão em cartilagens;

·         Artrite reumatoide.

 

Nestas doenças, o próprio organismo reconhece o colágeno que está nas articulações como uma proteína estranha e produz enzimas que destroem a cartilagem, e como consequência, surgem os sintomas destas doenças. 

 

COLÁGENO TIPO II – NÃO DESNATURADO EKTUS:

 

O que é Cartilagem?

A cartilagem é um dos tecidos conjuntivos primários do corpo, proporcionando flexibilidade e suporte para as articulações ósseas. O Colágeno Tipo II é a principal proteína estrutural na cartilagem que é responsável pela sua resistência, tração e firmeza.

Descrição O colágeno é uma proteína fibrosa presente na pele, tendões, ossos, dentes, vasos sanguíneos, intestinos e cartilagens, correspondendo a 30% da proteína total e a 6% em peso do corpo humano. Também é encontrado em diversos tecidos de animais.

Mecanismos de Ação do Colágeno Não Desnaturado Tipo II:

Uma das principais doenças relacionadas à cartilagem é a osteoartrite, que afeta as articulações do corpo humano (principalmente coluna, joelho, mãos e quadril), provocando inflamação. Na maioria das vezes acomete pessoas com mais de cinquenta anos e do sexo feminino, mas também atinge homens e pessoas de outras faixas etárias.

Um dos diversos fatores que podem contribuir para o aparecimento da osteoartrite é a obesidade, mas traumas ou uso repetitivo das articulações durante o trabalho e a prática de esportes podem ocasionar o aparecimento da doença.

 A principal proteína estrutural responsável pela tração e firmeza do tecido cartilaginoso é o colágeno tipo II. No caso da osteoartrite, há uma produção exacerbada da enzima colagenase, provocando a quebra da cartilagem, que tem por consequência a inflamação e dor.

Quando o organismo não ataca mais exacerbadamente as cartilagens, é reestabelecida a homeostase entre quebra e síntese do colágeno tipo II, devolvendo a mobilidade e o conforto ao paciente, promovendo melhora da qualidade de vida.

 A maioria das proteínas pode ser desnaturada pelo calor, o que afeta as interações fracas em uma proteína (principalmente as ligações de hidrogênio) de forma complexa.

Se a temperatura se eleva lentamente, uma conformação proteica geralmente permanece intacta até que haja uma perda abrupta de estrutura em uma faixa estreita de temperaturas. Essa alteração repentina sugere que o desnovelamento é um processo cooperativo: a perda de estrutura em uma parte da proteína desestabiliza outras partes. Entretanto, as proteínas podem ser desnaturadas não apenas pelo calor, mas por extremos de pH, por certos solventes orgânicos miscíveis com a água, como o álcool ou a acetona, por certos solutos como uréia e cloridrato de guanidínio ou por detergentes.

Cada um desses agentes desnaturantes representa um tratamento relativamente brando no sentido de que nenhuma ligação covalente na cadeia polipeptídica é rompida. Os solventes orgânicos, a uréia e os detergentes atuam principalmente promovendo o rompimento das interações hidrofóbicas que estabilizam as proteínas globulares. Os extremos de pH alteram a carga líquida da proteína, provocando repulsão eletrostática e rompimento de algumas ligações de hidrogênio. Os estados desnaturados obtidos por esses diversos tratamentos não são necessariamente equivalentes. Algumas proteínas desnaturadas podem se reorganizar espontaneamente para formar uma proteína biologicamente ativa.

Para evitar a perda da atividade biológica e assegurar a eficácia, o Colágeno Não Desnaturado Tipo II da Ektus, vem de encontro ás necessidades físicas e biológicas.

Quais os Benefícios do Colágeno Tipo II?

·         Dor e rigidez das juntas

·         Prevenção de doenças como osteoporose e Osteartrite;

·         Deformação das articulações autoimunes;

·         Lesões nas cartilagens;

·         Artrite reumatoide;

·         Limitações de movimentos;

·         Melhora a capacidade dos treinos de grandes impactos.

 

Ingredientes: Colágeno Tipo II Não Desnaturado e Estabilizante Celulose Microcristalina. Cápsula: Opacificante Dióxido de Titânio, Gelificante Gelatina e Veículo água purificada.

NÃO CONTÉM GLÚTEN.

Modo de Usar: Inhgerir 1 cápsula, uma vez ao dia com auxílio de água.

Tags


Compre também